quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Saiba que...



"Sou como a lua
Transpareço o meu romantismo
Quando minguo,me recolho
Quando cresço, me inspiro
Quando nova, recomeço
Quando cheia, ilumino"

                       Neidinha Borges
Quando você me olha... me beija e diz que sou linda... mesmo que seja só para esconder alguma arte que tenha feito por aí... eu gosto.Quando estou lavando a louça... e você vem por trás de mim e me abraça... eu estremeço.Quando estamos deitados e você beija meu ombro... ou minha barriga... eu me sinto eterna.Quando estamos distantes e você encurta toda a terra para nos deixar mais próximos... para convivermos nossas rotinas... Quando me dá bom dia.... daquele jeito... querendo ter acordado a meu lado... me chamando de mil amores... ou perguntando se dormi bem...Ou mesmo sem me dar bom dia... Quando no fim da noite... após um cansativo dia... você conversa um pouco comigo... me conta como foi seu dia e pergunta como foi o meu...Quando me liga para dizer que está com saudade... e que só queria ouvir minha voz...Quando eu vejo a 1ª estrela e peço para fazer um desejo e diz que não precisa de mais nada...Ou quando eu fico a admirar a lua e você diz que ela não brilha tanto como meus olhos...Quando você vinha me ver... nem que fosse para ficar 30 min comigo...Quando você diz que sempre voltará pra mim...Eu me sinto... em dívida com a Vida.
Saiba que guardo os embrulhos dos chocolates que me dava...Até a sacolinha!
Um dia estávamos sentados próximos a uma fonte. E você pegou uma florzinha e me deu... Tive vontade de chorar de tão lindo e carinhoso que aquele gesto foi para mim. Gostaria de ter guardado aquela flor... mas você me fez deixá-la lá.

Quando coloquei um salto além dos meus limites físicos e você segurou firme na minha mão... e disse que não me deixaria cair.
Quando eu estava frustrada comigo mesma... e você me abraçou e me deu segurança... por que aconteça o que acontecer sempre estará comigo.
Quando, me surpreendeu, e colocou um anel no meu dedo... mesmo sempre dizendo e repetindo que jamais faria isso... Meu coração enlouqueceu.

Eu lembro de cada gesto. De cada olhar... de cada palavra.
Pois todos me marcaram.

Gosto dos seus 'apelidos carinhosos'... e dos seus carinhos sem apelidos.

Sei que muitas vezes te enlouqueço...

E que sempre dizes que eu sei que sentes por mim, tudo isso...

Mas nada se compara, quando inesperadamente... ou no auge da emoção... dizes:

Eu te Amo.

Nada é capaz de superar tal emoção.


sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Estilo?!


Estilo é o que faz de você única!

É o seu modo de dizer ao mundo 'sou singular'.

Por isso mesmo, o estilo é mais do que uma maneira de se vestir: é um modo de ser, de viver e de agir.

 São suas escolhas particulares, suas preferências, desejos, humores e até mesmo suas fantasias.

Estilo são os modos, não as modas e os modismos.

A moda é uma proposta da indústria, o estilo é uma escolha pessoal!

Embora possa parecer estranho, na verdade, o estilo não tem muito a ver com a moda.

Ela passa.... o Estilo permanece!


domingo, 8 de setembro de 2013

fazei o bem...sem olhar a quem.



Sabe quando seus infortúnios resolvem aparecer todos juntos? E com eles você se recorda de infortúnios passados? E passa o dia... a semana... tentando não demonstrar que não está bem?
Bom, estou assim. Estava possessa com as dificuldades que ando passando... me lembrando das que já passei e sempre volto a passar... enfim, não ando bem.
E todos sabem que quando não consigo conter isso... eu acabo vindo aqui. E tentando liberar toda a ansiedade e angústia nessas pequenas páginas.
Hoje, saindo do trabalho, fui quietinha até o terminal de ônibus, e lá permaneci quieta perdida em meus pensamentos. Sentou-se a meu lado uma jovem senhora, mãe por sinal. Seu filho (pequeno), estava a brincar e a andar de um lado para o outro. Comecei a admirá-lo... Como normalmente faço (quero muito ser mãe). E de repente fui surpreendida. Uma surpresa amarga... e dolorosa.
A criança estava com uma sonda na garganta... as bordas cheias de sangue... e mesmo assim sorrindo e brincando... como qualquer criança faz. Sem se importar com nada.
E aquela mãe contando suas moedinhas para pagar o ônibus... Me partiu o coração.
Todos os meus infortúnios pareceram tão supérfluos diante daquilo. Daquele reles cotidiano para aquela mãe.
Eu fico mal por meus problemas sim. Porém, fico mais mal por não conseguir nem resolver os meus e querer ajudar todos os outros.
Eu choro porque existem crianças passando fome. Choro por haver velhinhos morrendo por maus tratos. Não consigo dormir as vezes pensando em quantas pessoas estão morrendo nos corredores dos hospitais.

Meu Deus... proteja-os.

Fazei o bem... sem olhar a quem. 

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Sou Careta!


   Frequentemente entro no mesmo ramo de discussões com meus amigos mais próximos. Tema? Somos Caretas.

   Não do tipo moralistas conservadores de extrema direita... talvez um pouco... (brincadeira).
Somos apenas diferentes. Diferentes comparados ao que a sociedade estipula como sendo 'comum'.

   Como dizemos... não sabemos dizer se somos caretas ou se as outras pessoas que não sabem aproveitar a vida.

   Será que 'curtir' é ir todo santo final de semana para o 'Vaca Loca' ou outras baladas? É encher a cara e não saber como chegou em casa? É 'pegar várias'... e nem se lembrar do nome delas? É se colocar em situações de risco sem se importar com as consequências ou com quem se preocupa com você?
   
   Bom, pra mim, não é.

   Alguns à procura dessa utópica liberdade acabam se prendendo e virando escravos dessa tal aceitação social. Precisam fazer parte do bando. 

   Tinha um professor no ensino médio que dizia que a geração dele lutou tanto pela liberdade.... e quando conseguiram-a, não sabiam mais o que fazer com ela.

   E de fato é o que acontece. Pelo que lutamos? Igualdade social? Maioridade Penal? Democracia?

   Não. Lutamos por nós mesmos.

   E para quem se pergunta... Não. Nunca fui a uma balada. Nunca tive vontade de ir. Mas posso ir algum dia sem nenhum problema, a questão não é essa. Sim, vou a shows, ao cinema, bebo moderadamente, vou a festas... Mas diversão, para mim, é aproveitar meus amigos, meu amor, conversar, ir a locais interessantes, tomar um sorvete no parque, falar sobre livros legais (erudição não faz mal a ninguém), atrações, falar sobre nada que seja... Apenas cantar um pouco. Ao som de um violão no final de tarde. Observar a vida... as pessoas... No final são essas coisas que contam.

   Não como salgadinho, não tomo refrigerante, é minha opção. Não te obrigo a ser como eu, apenas respeite quem sou.

   Se para você isso é ser careta, pois bem, que eu seja careta então.


quarta-feira, 8 de maio de 2013

Sem mais.



"Duvida da luz dos astros,
De que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor."


Shakespeare.

sábado, 4 de maio de 2013

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Deus



As religiões ultimamente andam distorcendo e nos confundindo sobre Ele. Não existe religião certa. O certo é se ter Fé. Sim, eu tenho religião. Sou católica apostólica romana. Mas isso não significa que eu concorde com todos os dogmas e preceitos da igreja. Repito, o importante é ter Fé! É acreditar que além disso tudo há algo a mais. Existe alguém que não existe... Que apenas é! "Eu Sou".

Tenho uma teoria de que quem não acredita... é porque nunca precisou acreditar.
Digo isso por mim. É mais confortante pensarmos que vamos para um lugar melhor. Que as pessoas que saíram desse mundo estão olhando por nós... De alguma forma querendo nos proteger... Mas incapacitados de fazerem isso em vida.

Anjos. Isso sempre me fascinou.
Talvez sejam apenas uma forma de imaginarmos nossa fé.



Andar com fé eu vou... Que a fé não costuma falhar...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

domingo, 14 de abril de 2013

Olá, novamente.


Oi blog. Faz um certo tempo que não venho contar-lhe as venturas e desventuras dos seres orgânicos que habitam esse planeta. Para ser sincera eu não imaginava que retornaria a escrever aqui. Não sobre gestos e essências. Mas vira e mexe eu me encontro sentada sozinha... lendo e tomando chá... Talvez seja meu destino me encontrar sempre assim em determinados momentos.

Então resolvi escrever, é uma boa maneira de não me sentir sozinha. De conversar comigo mesma.
I'arte d' arrangiarsi... A arte de criar algo a partir do nada... não é fácil. Não é mesmo!
Partindo do princípio que não se tem nada... como o nada pode me gerar alguma coisa? É como a divisão 0/0. A resposta deveria ser 0! Mas ela tende a 1, ou ao infinito. Deve ser uma daquelas regras de especulação imobiliária... Ou levaram em conta que determinada força agiu sobre o 0... sei lá.


Acho que todos já se sentiram como um quebra cabeça que não se encaixa em lugar algum não é? Bom, eu me encaixei. Mas minha peça ainda não esta fixa digamos assim. O restante do quebra cabeça não mora comigo... e eu me desdobro de lugar em lugar. Moro dias da semana em lugares diferentes, ou não moro em lugar algum dependendo do ponto de vista.

E para ajudar eu ainda sou um tipo difícil. Tem horas que eu preciso ouvir um "Sinto sua falta" no mínimo.
Durmo abraçada com meu cobertor... têm dias que estou sossegada... tem dia que estou animada... tem dia que estou chorona... tem dia que estou carente... e tenha certeza: no dia que vc não estiver bem cmgo, eu  não estarei feliz. 

Não é legal magoar a quem se ama. Pois se ele, magoado, não está contigo... você olhará aos lados e não encontrará mais ninguém. E sua mente formulará pensamentos contra sua vontade, e tudo que vc desejará é que ele te diga ao menos um "sinto sua falta".

Bom... chega vai... Bo'noite.



quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

História da Maquiagem

Nosso retrospectiva histórica começa 5.000 A.C. No Egito. A Musa? Cleópatra.
Havia um motivo pelo qual ela usava aqueles olhos com contornos pretos. Estes contornos protegiam seus olhos da luminosidade do sol. Para os Faraós, os olhos eram a alma da pessoa, por isso as mulheres caprichavam na maquiagem em volta deles. Para fazer o Kohl (como se fosse um delineador em lápis) eles criaram uma mistura de carvão, óleo vegetal ou gordura animal. O delineado preto era utilizado por crianças, mulheres e homens. De acordo com pesquisas o Kohl é a mais antiga das maquiagens.


3.000 A.C. Japão - Pó 
Registros históricos apontam que, durante todo o período Heian, que vigorou do século IX ao XII no Japão, o padrão de beleza vigente tinha como modelo ideal a pele clara exibida pela elite imperial. Para conseguir tal efeito, as mulheres costumavam aplicar um pó encorpado, elaborado a partir da mistura da pasta de argila com a farinha de arroz. Muito provavelmente venha daí o nome pó-de-arroz.


1780 - Sta Inquisição
Mulheres que usavam maquiagem eram consideradas bruxas e morriam na fogueira.


1.800 - Belle Epóque
A maquiagem era restrita, e contava com o pó-de-arroz de cor branca, e uma espécie de verniz líquido com cor avermelhada servia de acabamento aos lábios. Apenas atrizes, dançarinas e cortesãs pintavam os olhos, e certamente carregavam mais em todo o resto.



1.900 - Jcques Doucet
Fundou em Paris a primeira casa de alta costura



1.920 - Coco Chanel
Chanel resolveu encurtar um pouco a barra das saias... O Que gerou grandes repercussões. Não sendo aceita sua ideia de mostrar os tornozelos... Passou a usar CALÇAS!


1.930 - Rita Hayworth (cinema)
Os Cabelos ondulados e o batom vermelho viraram febre por causa do look dessa atriz!


1.940 - Christian Dior
Foi um importante estilista francês que ditou a moda da cintura ampulheta.


1.950 - Merylin Monroe
Os olhos de gatinha apareceram! E junto a eles a boca cor Carmim!



1.955 - Levi Straus
Você usa a ideia desse cara todos os dias... É um coringa na nossa vida...
O que ele inventou? o JEANS!


1.960 - Audreu Hepburn
A bonequinha de luxo. Penteados, piteiras, sombras e delineado formam o estilo sexy da época.


1.970 - Pucci 
Pucci, o estilista das cores. Uma década marcada pelo slogan: "Sexo, Drogas e Rock'n Roll".


1.980 - Madonna
A década perdida. Marcada pelos exageros e culto ao corpo.



1.990 - Kate Moss
CHEGA! Chega de exageros! É a década dos tons pasteis.



2.000 - VOCÊ!

Duda Molinos diz o seguinte sobre nossa época: "Não se incomode se a tendência da temporada não te favorecer. Alguma outra irá te agradar e se isso não acontecer, ainda podemos fazer bom uso dos clássicos. Vivemos numa época permissiva que nos dá liberdade para encontrar a imagem que queremos expressar".


terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Coco Chanel




"Uma mulher precisa de apenas duas coisas na vida: um vestido preto e um homem que a ame"

"Aos 20 anos, seu rosto é dado a você pela natureza. Aos 30, seu rosto é moldado pela vida. Mas aos 50, cabe a você merecê-lo."

"Já que tudo está na nossa cabeça, é melhor não perdê-la."