quarta-feira, 29 de maio de 2013

Sou Careta!


   Frequentemente entro no mesmo ramo de discussões com meus amigos mais próximos. Tema? Somos Caretas.

   Não do tipo moralistas conservadores de extrema direita... talvez um pouco... (brincadeira).
Somos apenas diferentes. Diferentes comparados ao que a sociedade estipula como sendo 'comum'.

   Como dizemos... não sabemos dizer se somos caretas ou se as outras pessoas que não sabem aproveitar a vida.

   Será que 'curtir' é ir todo santo final de semana para o 'Vaca Loca' ou outras baladas? É encher a cara e não saber como chegou em casa? É 'pegar várias'... e nem se lembrar do nome delas? É se colocar em situações de risco sem se importar com as consequências ou com quem se preocupa com você?
   
   Bom, pra mim, não é.

   Alguns à procura dessa utópica liberdade acabam se prendendo e virando escravos dessa tal aceitação social. Precisam fazer parte do bando. 

   Tinha um professor no ensino médio que dizia que a geração dele lutou tanto pela liberdade.... e quando conseguiram-a, não sabiam mais o que fazer com ela.

   E de fato é o que acontece. Pelo que lutamos? Igualdade social? Maioridade Penal? Democracia?

   Não. Lutamos por nós mesmos.

   E para quem se pergunta... Não. Nunca fui a uma balada. Nunca tive vontade de ir. Mas posso ir algum dia sem nenhum problema, a questão não é essa. Sim, vou a shows, ao cinema, bebo moderadamente, vou a festas... Mas diversão, para mim, é aproveitar meus amigos, meu amor, conversar, ir a locais interessantes, tomar um sorvete no parque, falar sobre livros legais (erudição não faz mal a ninguém), atrações, falar sobre nada que seja... Apenas cantar um pouco. Ao som de um violão no final de tarde. Observar a vida... as pessoas... No final são essas coisas que contam.

   Não como salgadinho, não tomo refrigerante, é minha opção. Não te obrigo a ser como eu, apenas respeite quem sou.

   Se para você isso é ser careta, pois bem, que eu seja careta então.


quarta-feira, 8 de maio de 2013

Sem mais.



"Duvida da luz dos astros,
De que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor."


Shakespeare.

sábado, 4 de maio de 2013