quarta-feira, 29 de junho de 2016

Livrai-nos de todo mal disfarçado de bem querer


Só queria deixar claro para todos que minha vontade era de ser uma defensora.

Ser alguém que, anonimamente, protege as pessoas sem que elas saibam.
Que conte o que elas precisam saber, e todos sabem, mas ninguém diz.

Que Deus nos livre de todo mal disfarçado de bem querer!

Já fui belamente apunhalada uma vez por um ente familiar e olha... Não é nada bom.

Você perde o rumo. Não sabe onde foi, quando começou, o porque de tudo...

E no meu caso foi por herança.

Imagina quem é enganado 'por amor'

Eu peço perdão para as pessoas que estão passando por isso. Perdão por aquelas que eu sei e omito. Perdão pelo mundo ser assim.

Só saiba que, eu não constumo mentir a menos que seja algo que influencie causas maiores.

Não vou chegar e dizer o que eu sei.

Mas se alguém me perguntar. Não qualquer um, mas a pessoa interessada. Eu digo. Mas primeiro aconselharia a perguntar a quem importa.

E peço que, por gentileza, sempre tenham essa mesma franqueza comigo.

Sinceramente, ninguém merece isso.

Caráter é algo incontestável. E desvios de caráter poucas são as vezes que devem ser tolerados.

Com confiança não se brinca.
E as vezes tudo parece que é tão banal...
Ninguém vai descobrir... Não vão saber... Não vão contar...

Uma palavra pode ferir mais do que a lâmina de uma espada, como diz um velho provérbio chinês.

E existem cicatrizes que a dor pode perdurar por muito tempo.

Eu aprendi que Palavra tem valor. Se eu perguntar seriamente, vou acreditar no que me foi respondido.

Eu confio. Duvido até da verdade se for preciso.
Por que eu quero que sempre sejam honestos comigo.
Principalmente quem eu amo.

Mesmo que seja algo que vai me machucar.

Eu prefiro a verdade a viver na ilusão.

Por favor. Sejam honestos com quem vocês dizem que amam. O maior cuidado que pode-se ter com alguém é primeiramente ser confiável. E fazer-se valer por essa confiança.

Att,

Angélica Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário